Ronaldinho Gaúcho vira réu em ação coletiva contra 18K

Ex-jogador tem sido associado a golpe com Bitcoin!

-

Siga no
Ronaldinho Gaúcho em Propaganda da 18K
Ronaldinho Gaúcho em Propaganda da 18K
Anúncio

A vida não está fácil para o ex-craque de futebol Ronaldinho Gaúcho, que virou réu em uma nova ação envolvendo a 18K. O processo foi aberto pela IBEDEC-GO, em uma ação coletiva com cerca de 150 clientes.

Ronaldinho Gaúcho é de fato um dos maiores craques da história do futebol brasileiro. Essa ilustre história certamente foi utilizada como marketing em toda sua carreira. Desta vez, o marketing levou várias pessoas a ruína.

A 18K Ronaldinho era uma empresa que trabalhava com Marketing Multinível e prometia rendimentos diários garantidos. Os investidores que compravam seus pacotes conseguiriam 2% ao dia com seus aportes.

Anúncio

Desde outubro de 2019, contudo, parou de pagar os investidores da plataforma, afirmando problemas. Além disso, passou a ser alvo de investigações de órgãos públicos, como o Ministério Público Estadual de São Paulo. As informações são da UOL.

Ronaldinho Gaúcho e 18K
Ronaldinho Gaúcho e Marcelo Lara 18K – Imagem/Reprodução

Ronaldinho Gaúcho se torna réu em ação coletiva contra 18K

Desde que passou a fazer marketing para a 18K, Ronaldinho Gaúcho já ficou sob olhares suspeitos de quem investe em Bitcoin. Isso porque, a empresa que o ex-jogador passou a divulgar oferecia rendimentos garantidos com a moeda virtual.

Como o Bitcoin é uma moeda digital que possui seu preço variando em torno de oferta e demanda, essa associação ficou estranha para quem acompanha a tecnologia de perto. Mesmo assim, a empresa 18K oferecia rendimentos garantidos e ainda prêmios para seus clientes, como relógios, por exemplo.

Os problemas começaram ainda em outubro de 2019, quando a plataforma começou a atrasar os rendimentos. Um aviso de manutenção logo subiu para os clientes. De acordo com a UOL, Marcelo Lara Marcelino, CEO da 18K, tem alertado investidores pelo Whatsapp que foi vítima de uma fraude.

Marcelo Lara presidente da 18K Ronaldinho
Marcelo Lara presidente da 18K Ronaldinho

Não convencidos da fala do CEO, cerca de 150 investidores, de vários estados e países se uniram com a IBEDEC-GO. O Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo de Goiás, de acordo com a UOL, ingressou com processo no valor de R$ 300 milhões.

R$ 300 milhões é a pedida das vítimas de possível pirâmide financeira que usou imagem do Bitcoin

No início de fevereiro, uma investidora da 18K afirmou para o jornal OTempo que estaria processando Ronaldinho Gaúcho. Um dos motivos seria sua associação com a 18K, o que sua defesa nega.

Ronaldinho tem se defendido como sendo vítima da empresa, que teria utilizado sua imagem para outros fins além do contrato inicial. Mesmo assim, sua associação com a empresa tem sido colocada a prova pelos investidores.

No novo processo feito pela IBEDEC-GO, Ronaldinho novamente foi incluído com réu. Cerca de 150 clientes querem R$ 300 milhões, por danos morais e materiais. Ou seja, os investidores atribuem a participação de Ronaldinho na possível pirâmide, que teria lesado centenas de brasileiros.

Sua defesa negou envolvimento para a reportagem da UOL. A defesa da 18K informou que ainda não havia sido notificada do processo, por isso, também não comentaram o caso.

O Livecoins procurou a IBEDEC-GO para comentar sobre o processo, o perfil dos clientes lesados e quando Ronaldinho será notificado. Até o fechamento desta não havíamos recebido resposta.

Ronaldinho Gaúcho (reprodução/facebook)
Ronaldinho Gaúcho (reprodução/facebook)

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Europa (União Europeia e Bitcoin)

Europa vai regulamentar Bitcoin até 2024, apontam documentos

Segundo documentos vazados para a imprensa, a Europa vai regulamentar o Bitcoin até 2024 em todos os países membros do bloco. O tema ganhou...
Cristo Redentor, símbolo no Brasil (Rio de Janeiro), e Bitcoin (BTC Blockchain)

Brasil desenvolve com blockchain uma identidade descentralizada

O Brasil caminha rumo às novas tecnologias e já desenvolve com uso da blockchain um novo projeto. Chamada de identidade descentralizada, a solução promete...
Sequestro envolvendo Bitcoin e criptomoedas

Polícia desarticula sequestro que pedia Bitcoin pelo resgate de mulher

Um sequestro de uma mulher no Ceará, que pedia R$ 1 milhão em Bitcoin como resgate, foi desarticulado pela polícia civil em 12 horas....

Últimas notícias

Brasil desenvolve com blockchain uma identidade descentralizada

O Brasil caminha rumo às novas tecnologias e já desenvolve com uso da blockchain um novo projeto. Chamada de identidade descentralizada, a solução promete...

Polícia desarticula sequestro que pedia Bitcoin pelo resgate de mulher

Um sequestro de uma mulher no Ceará, que pedia R$ 1 milhão em Bitcoin como resgate, foi desarticulado pela polícia civil em 12 horas....

Justiça bloqueia do Grupo SAF mais de R$ 400 mil após suspeitas de pirâmide

Um novo negócio suspeito de operar um esquema de pirâmide financeira recebeu atenção da justiça nos últimos dias. Isso porque, a justiça do Distrito...