Vídeo de 2014 mostra CEO do Google elogiando o Bitcoin

Oito anos depois, o ex-CEO do Google segue acompanhando o mundo do Bitcoin e das criptomoedas. Em dezembro do ano passado, Schmidt foi contratado como conselheiro estratégico da Chainlink (LINK). Mais tarde, em junho deste ano, criticou o Ethereum, afirmando que o mesmo precisa ser refeito.

Um vídeo de 2014 mostrando Eric Schmidt elogiando o Bitcoin reapareceu na internet após ser encontrado pelo Finbold. Com pouco mais de mil visualizações, o clipe mostra o quão animado o então CEO do Google está com a tecnologia do BTC.

Em especial, Schmidt menciona que o Bitcoin é uma grande conquista, afinal conseguiu criar algo digital que não pode ser duplicado, problema que criou muita dor de cabeça para a indústria devido à pirataria de programas, músicas e quaisquer outros itens.

Oito anos depois de sua fala, agora o ex-CEO do Google está de olho na web3. Embora não acredite que esteja funcional, o bilionário afirma ser apenas questão de tempo até que funcione.

CEO do Google elogiando Bitcoin quando criptomoeda ainda era pouco conhecida

O ano era 2014, poucos dias após o Bitcoin entrar em uma forte correção que derrubou o preço da criptomoeda em 65% após o hack da exchange Mt. Gox. Entretanto, isso não abalou a confiança do homem que comandou o Google/Alphabet entre 2001 e 2020.

Com pouco mais de mil visualizações, o vídeo achado após oito anos mostra Eric Schmidt entusiasmado sobre como o Bitcoin resolveu o problema da duplicidade digital, assunto que ainda hoje possui relevância na indústria.

“O Bitcoin é uma conquista criptográfica notável. A capacidade de criar algo que não é duplicável no mundo digital tem um valor enorme.”

Seguindo, nota que isso é incrivelmente útil para diversas outras aplicações de computador, apontando que poderia vir a ser como uma base para estas.

“A arquitetura do Bitcoin, literalmente a capacidade de ter esses livros de contabilidade que não podem ser replicados, é um avanço incrível. Muitas pessoas vão construir negócios em cima disso.”

Um bom exemplo disso foi a criação da stablecoin Tether (USDT), que por muito tempo foi um token usado dentro da blockchain do Bitcoin, através da técnica chamada colored coins. Mais tarde, estas aplicações se moveram para outras criptomoedas, em especial para o Ethereum.

Onde Schmidt e o Google estão com o Bitcoin hoje?

Oito anos depois, o ex-CEO do Google segue acompanhando o mundo do Bitcoin e das criptomoedas. Em dezembro do ano passado, Schmidt foi contratado como conselheiro estratégico da Chainlink (LINK). Mais tarde, em junho deste ano, criticou o Ethereum, afirmando que o mesmo precisa ser refeito.

Já o Google está mais tímido, mas também está entrando neste mercado. Em janeiro, anunciou a criação de uma equipe dedicada a ativos digitais e blockchains. Naquele mesmo mês, o YouTube enalteceu as criptomoedas, mostrando o avanço da empresa sobre o tema.

Independente do tempo que leve para que sua adoção atinja os maiores nomes da indústria, este futuro parece inevitável. Afinal, o Bitcoin é a moeda da internet e a cada bloco que passa, comprova ainda mais a sua segurança.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias