Bitcoin continua em alta, chega em US$ 8.300 e reflete recuperação no mercado

Entenda os principais motivos que podem estar fazendo a criptomoeda ganhar valor nos últimos dias

Siga no

O Bitcoin superou o valor de US$ 8.200 pela primeira vez em dois meses nesta terça-feira (24), após meses de baixa e falta de novos compradores.

A maior criptomoeda do mundo chegou a ser negociada por US$ 8.342,62 ao longo do dia, o que representou uma alta de 7% nas últimas 24 horas.

Na semana passada a moeda digital teve uma valorização de 15%, impulsionada por notícias de interesse de investidores institucionais e especulações de que um ETF em bitcoin será aprovado pela SEC em agosto.

Ontem, o Bitcoin teve uma alta de quase 4% ao longo do dia, a maior valorização dos últimos 60 dias.

A BlackRock confirmou que montou um grupo de trabalho para estudar as criptomoedas e sua tecnologia, blockchain.

O grupo de trabalho existe desde 2015, disse uma fonte familiarizada com o assunto à CNBC. A notícia ajudou a melhorar o sentimento da moeda digital.

Sentimento de mercado Bitcoin, 49, Neutro; Diferente de semana passada que apontava 42, Medo.

Outro motivador de impulsionar o valor do Bitcoin são as notícias sobre a regulamentação global do Bitcoin. A Coreia do Sul criou na semana passada um departamento do governo com o objetivo de criar iniciativas políticas em torno das criptomoedas.

A Coreia do Sul impediu que contas bancárias anônimas se envolvessem no comércio de criptomoedas no início deste ano, um movimento amplamente considerado positivo para a indústria.

As ofertas iniciais de moeda (ICO), – uma forma controversa de arrecadação de fundos para start-ups -, estão tendo maior responsabilidade e transparência. Reguladores financeiros, incluindo a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, têm se tornado cada vez mais cautelosos com as ICOs.

Em uma ICO, uma start-up vende novos tokens digitais em troca de criptomoedas estabelecidas, como bitcoin ou ethereum – ou dinheiro – para alavancar seus negócios.

As ICOs são reconhecidas por vários golpes e projetos fracassados, levando a preocupações dos governos sobre os investidores estarem sendo enganados. A China e a Coreia do Sul proibiram a prática no ano passado.

Ao site de notícias RT, o analista da FXStreet, Yohay Elam, explica o aumento do Bitcoin com cinco razões.

Em primeiro lugar, o Google e o Facebook, que anteriormente baniram a publicidade sobre criptomoedas, diminuíram a pressão que estão exercendo. Alguns anúncios da Coinbase já podem ser vistos no Facebook, Google, Instagram e Twitter.

Anúncios da Coinbase sendo exibidos no facebook, google e instagram.
Anúncios da Coinbase sendo exibidos no facebook, google e instagram.

Em segundo lugar, a Bolsa de Opções do Conselho de Chicago (CBOE) está procurando lançar um fundo negociado em bolsa de bitcoin (ETF). O ETF é um título negociável.

O lançamento do ETF em bitcoin pode  ser bom para o bitcoin como um ativo, mas ruim para seu uso como dinheiro, diz Olga Prokhorova, especialista do International Financial Center. “Com o lançamento dos fundos ETF, o número de moedas compradas para garantir o ETF, e mantido em sua posse, só aumentará. Investir no fundo ETF dará confiança, legitimidade, simplicidade de investimento e tributação, são vantagens indubitáveis ​​” , afirma.

A terceira razão está na empresa de investimentos Blackrock, que tem US $ 6 trilhões em ativos. Recentemente ela demonstrou interesse em bitcoin e outras criptomoedas, o que significa que o dinheiro da instituição pode entrar na tecnologia, disse Elam a RT.

A Câmara de Comércio dos EUA, um órgão do governo, está pedindo o fim da incerteza regulatória em torno do bitcoin, o que acrescenta um sentimento positivo ao mercado, apontou Elam como quarto fator.

A quinta razão é a sazonalidade, o bitcoin geralmente tem alta depois de julho, de acordo com o analista.

Sazonalidade do Bitcoin
Sazonalidade do Bitcoin ao longo dos Meses

Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org Sugestão de pauta: mateus@livecoins.com.br

Comércio de Bitcoin na China aumenta, apesar de ser banido

Em 2017, a China fechou corretoras locais de criptomoedas, sufocando um mercado especulativo que era responsável por grande parte do comércio global de criptomoedas....
Divulgação/Goldman Sachs

Goldman Sachs reabre mesa de negociação de Bitcoin

A recente alta do Bitcoin reacendeu o interesse de diferentes players no criptomercado, com fontes afirmando que a Goldman Sachs, um dos nomes mais...
Bitcoin em fevereiro de 2021

Bitcoin foi o ativo com melhor desempenho em fevereiro, ouro e B3 em queda

O preço do Bitcoin teve alta de 42% em fevereiro, sendo o melhor ativo do mês. Ao contrário do desempenho da moeda digital, ativos...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Goldman Sachs reabre mesa de negociação de Bitcoin

A recente alta do Bitcoin reacendeu o interesse de diferentes players no criptomercado, com fontes afirmando que a Goldman Sachs, um dos nomes mais...

Bitcoin foi o ativo com melhor desempenho em fevereiro, ouro e B3 em queda

O preço do Bitcoin teve alta de 42% em fevereiro, sendo o melhor ativo do mês. Ao contrário do desempenho da moeda digital, ativos...

Província da China vai banir mineração de Bitcoin por causa do impacto ambiental

A emissão de gases de carbono é uma grande preocupação atualmente, sendo classificado como o principal causador do efeito estufa e um dos motivos...

Desenvolvedores voltam a atualizar Dogecoin

No meio da alta recorde das criptomoedas no ano passado, a Dogecoin (DOGE) se destacou como uma ovelha negra. Ela valorizou 2100% no intervalo...

Citibank: Bitcoin pode se tornar uma moeda de comércio global

O Bitcoin está em um "ponto de inflexão" e pode se tornar a moeda preferida para o comércio internacional, disseram analistas do gigante bancário...