Pioneiro do Bitcoin critica Vitalik Buterin e chama Ethereum de “porcaria”

No gráfico compartilhado, o ETH aparece em queda de 29,5% em relação ao Bitcoin desde o abandono do Proof-of-Work (PoW).

Max Keiser, um dos mais antigos apoiadores do Bitcoin, fez duras críticas ao criador do Ethereum nesta segunda-feira (16). Segundo Keiser, Vitalik Buterin “nunca entendeu o Bitcoin”.

Os comentários de Keiser acontecem enquanto o Ethereum chega ao seu menor valor frente ao Bitcoin desde sua migração para o Proof-of-Stake (PoS), quando abandonou a mineração por placas de vídeo.

Embora muitos players, incluindo Arthur Hayes e o próprio Vitalik Buterin, tivessem confiança de que a atualização faria o Ethereum decolar, o mercado não se animou com a novidade. Um ano após o The Merge e o ETH ficou no zero-a-zero contra o dólar americano.

Max Keiser critica Vitalik Buterin

Ainda em 2010, Max Keiser já tentava convencer seus amigos a comprarem Bitcoin, mas nem todos lhe deram ouvidos. Sendo assim, não é incomum ouvir lamentos de quem conheceu o BTC quando ele custava 5 dólares, mas acabou deixando a oportunidade passar.

Keiser chegou a lançar sua própria criptomoeda em 2014, a MaxCoin (MAX), mas logo voltou a ser um “maximalista”, defendendo apenas o Bitcoin enquanto criticava todos os outros projetos do mercado.

Um dos principais alvos de suas críticas sempre foi o Ethereum. No ano passado, chamou o ETH de “esquema Ponzi inútil” por conta das moedas pré-mineradas.

Já nesta segunda-feira (16), Keiser focou no criador do Ethereum, Vitalik Buterin. No gráfico compartilhado, o ETH aparece em queda de 29,5% em relação ao Bitcoin desde o abandono do Proof-of-Work (PoW).

“Vitalik nunca entendeu o Bitcoin. Não é surpresa que ele tenha transformado o ETH em uma shitcoin fiduciária e centralizada.”

Ethereum enfrenta desconfiança do mercado

Enquanto a mineração do Bitcoin foi lentamente profissionalizada, com grandes mineradoras listadas em bolsas, o Ethereum apresentou um modelo resistente a ASICs, permitindo uma maior descentralização de seu processo de mineração.

No entanto, a equipe do Ethereum sempre teve planos de abandonar o Proof-of-Work (PoW) e usar o Proof-of-Stake (PoS), substituindo mineradores por validadores, que travam seus ethers (ETH) para receber recompensas por blocos.

Implementada em setembro de 2022, o PoS trouxe melhorias na política monetária do Ethereum, a ponto da moeda se tornar deflacionária. Mesmo assim, o novo modelo trouxe novos desafios, como censura de transações por conta da centralização da validação dos blocos.

De qualquer forma, o fraco desempenho do Ethereum também tem ligação com a falta de projetos subjacentes.

Afinal, o ETH sempre foi impulsionado por projetos externos, como ICOs, DeFi, NFTs, jogos play-to-earn e outras modas passageiras da indústria, mas hoje não há nada chamando a atenção do público.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias