Criptomoedas vieram para ficar, diz Ministra da Previdência da Austrália

Hoje os políticos mais espertos estão em uma corrida para que seu país, ou cidade, sejam o centro da indústria das criptomoedas.

Siga no

Jane Hume, Ministra da Previdência da Austrália, afirmou nesta segunda-feira (22) que as criptomoedas vieram para ficar. A fala ocorreu durante o evento Australian Financial Review poucos dias após o Banco Central da Austrália (RBA) fazer um alerta de crash no mercado.

Seu discurso, noticiado pelo The Guardian, também pede para que as pessoas não cometam os mesmos erros do passado. Independente do desprezo dos céticos, várias tecnologias emergiram e hoje são a base da nossa sociedade.

Esta briga, que a cada dia ganha mais defensores ao Bitcoin e as criptomoedas, esta relacionada ao poder. De um lado temos Bancos Centrais, e seus planos de CBDCs, mandando na economia, do outro temos o empoderamento do indivíduo, com o Bitcoin.

Não é uma moda passageira

Em seu discurso, a ministra comparou as criptomoedas com iPhone, e-mail e até mesmo a internet, alegando que assim como estas inovações, as criptomoedas também vieram para ficar, elas não são uma moda passageira. Pedindo para as pessoas parem de argumentar contra as criptomoedas.

“Portanto, como indústria e como governo, precisamos reconhecer que isso não é uma moda passageira. Devemos agir com cautela, mas não com medo”

Sua fala parece ser um ataque ao Banco Central da Austrália, afinal um de seus diretores afirmou nesta última quinta-feira (18) que criptomoedas não são moedas, além de considerá-las como uma péssima reserva de valor.

Esta queda de braço entre bancos centrais e legisladores não é exclusividade da Austrália. O mesmo está acontecendo na Rússia onde parlamentares estão propondo leis para reconhecer criptomoedas como propriedade, ao mesmo tempo em que o Banco Central da Rússia promete lutar contra as criptomoedas.

De forma resumida, os políticos querem recolher impostos de usuários e empresas do setor, já o BC, ameaçado por um dinheiro melhor, não quer perder o seu poder em mandar na economia.

Nenhum governo quer ficar de fora, menos a China

Hoje os políticos mais espertos estão em uma corrida para que seu país, ou cidade, sejam o centro da indústria das criptomoedas. Este fenômeno pode ser visto desde os pronunciamentos de prefeitos dos EUA e até mesmo países, como é o caso de El Salvador que recentemente anunciou a Bitcoin City.

“O [setor de] finanças descentralizadas sustentado pela tecnologia blockchain apresentará oportunidades incríveis, a Austrália não deve ficar para trás por medo do desconhecido”, afirmou a ministra Jane Hume.

Já os países que não querem aproveitar essa oportunidade, como a China, são aqueles que acham mais importante dominar as ações de seus cidadãos do que ganhar dinheiro e, consequentemente, usá-lo para melhorar suas infraestruturas e qualidade de vida do seu povo. Bom, parece que nunca se importaram com o último ponto.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.

CEO da Binance se torna o chinês mais rico do mundo, diz site

Changpeng “CZ” Zhao, o famoso CEO da Binance, é um nome muito importante dentro do criptomercado e até mesmo na economia como um todo....
Criptomoeda do Facebook Diem e Libra

Facebook não vai mais proibir propagandas de criptomoedas

Desde o final da alta das criptomoedas em 2017 o Facebook e outras redes sociais limitaram ou até proibiram propagandas e conteúdo patrocinado sobre...

Homem é abordado na rua e obrigado a transferir bitcoins para assaltantes

Os crimes no criptomercado podem acontecer de diferentes maneiras, desde os roubos realizados em golpes digitais até mesmo roubos físicos. A polícia de São...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias