Braço direito de presidente da GenBit toma calote de R$ 1 milhão da empresa

Samuel Pinato era o responsável por organizar os eventos onde líderes da GenBit prometiam lucros surreais de 15% ao mês

Siga no
Samuel Pinato era responsável por organizar eventos do Grupo Tree Part. Foto: Jornal Tree Part

Samuel Pinato, da Dilejd Gestão Integrada de Negócios, foi contratado pelo Grupo Tree Part em dezembro de 2018. O empresário, que virou o braço direito do presidente do conglomerado, Nivaldo Gonzaga, ficou a cargo de desenvolver estratégias comerciais para a empresa.

Era Pinato, por exemplo, que organizava e promovia aqueles eventos onde líderes do negócio publicizavam os supostos ganhos de 15% ao mês em cima do capital aportado. O trabalho de Pinato foi inclusive citado em memorando da CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Pinato, no entanto, tomou um calote do Grupo Tree Part, que controla a exchange GenBit. O valor da dívida é de cerca de R$ 1 milhão, conforme notificação extrajudicial a qual a reportagem do Livecoins teve acesso.

A defesa de Pinato informou que ele não presta mais serviços para a GenBit. O Grupo Tree Part foi contatado, mas não respondeu até o momento.

Grupo firmou contrato de R$ 1 milhão

O contrato de prestação de serviço entre o Grupo Tree Part e Pinato previa quatro fases. Na primeira, o empresário faria um estudo detalhado de todas as áreas do negócio, como comercial, administrativo, desenvolvimento humano, entre outros.

Na segunda fase, ficou acordado que ele desenvolveria o conceito do grupo e orientaria na montagem das estruturas do negócio. Na terceira, ele implantaria processos, como os eventos para atrair investidores. Já na quarta fase, criaria o plano de negócios do conglomerado.

Pela parceria, o grupo de Nivaldo Gonzaga se comprometeu a pagar a “bagatela” de R$ 650 mil. Além desse valor, Gonzaga combinou que depositaria outros R$ 400 mil para Pinato pelos serviços que envolveram a organização das palestras.

Grupo Tree Part pagaria com veículos, diz defesa

Conforme a notificação extrajudicial, a empresa de Nivaldo Gonzaga reconheceu a dívida com Pinato e se comprometeu a pagá-la com veículos. No entanto, o Grupo Tree Part afirmou em processo que os carros da empresa haviam sido bloqueados, o que supostamente impossibilitou o pagamento.

“(…) empresa NOTIFICADA, através da forma de pagamento descrita no termo de confissão de dívida, não honrou com o pactuado, pois os veículos foram bloqueados em virtude ações judiciais distribuídas em todo o país, o qual inviabilizou a transferência dos veículos (…)”, diz trecho da notificação.

Falta de pagamento afeta subsistência de Samuel e outros sócios, diz defesa

No processo, a defesa de Pinato informou que teve que enviar notificação extrajudicial por causa da falta de pagamento. “Não obstante ser originário de uma relação comercial amistosa, a falta de pagamento culminou no desfecho desta notificação extrajudicial para forçar o cumprimento da responsabilidade assumida”, diz trecho.

No documento, o advogado também disse que a falta do dinheiro está afetando a vida do braço direito de Nivaldo Gonzaga e dos outros sócios dele, pois o valor devido tem “natureza inclusive de caráter alimentar, pois trata-se de subsistência dos sócios que desempenharam seus esforços em prol da empresa notificada”.

Qual a situação da GenBit?

O Grupo Tree Part (Gensa Serviços Digitais), dono da GenBit, responde a mais de 400 processos judiciais só na Justiça de São Paulo.

São ações de pessoas que venderam casas, usaram dinheiro da rescisão trabalhista e até fizeram empréstimos para investir no negócio, que até o ano passado prometia rendimentos fixos de 15% ao mês por meio da Zero10 Club.

O grupo também foi alvo de uma ação civil pública do Ministério Público de São Paulo, que pediu o fechamento do negócio e o bloqueio de R$ 1 bilhão. A Justiça, em resposta ao processo, manteve o conglomerado aberto, mas determinou o bloqueio de R$ 800 milhões.

Mesmo no meio desse turbilhão jurídico, a empresa tenta fomentar o uso de seu Treep Token (TPK), uma “criptomoeda” com pouco valor de mercado. Com ela, é possível apenas comprar produtos e aimentos – a exemplo de sushis ou sapatos – com desconto de até 30%.

Histórico da Genbit

Genbit começa atrasar pagamentos

Genbit começa ser processada na justiça

Ministério Publico entra com ação contra Genbit, ação de 1 Bi

Polícia Civil investiga Genbit

Genbit diz onde está dinheiro dos clientes

Genbit quer pagar clientes com Sushi

Ex-ancião de igreja promoveu Genbit

Advogado quer varrer da Igreja líderes da Genbit

GenBit diz que sua criptomoeda é igual BAT e Tether

Justiça tenta bloquear 800 milhões da Genbit mas só encontra R$ 1.800

Presidente da GenBit fecha acordo de R$ 100 mil, “mas na hora de pagar desaparece com dinheiro”

Casal que perdeu R$ 45 mil em corretora pendura faixa na sede da empresa

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Hacker e Bitcoin

Protocolo DeFi sofre ataque hacker e perde R$720 milhões

O protocolo de finanças descentralizadas Cream Finance sofreu um ataque que drenou 720 milhões de reais em tokens através de um ataque que utilizou...
Foto da Fachada da Prefeitura de Niterói

Niterói observa tecnologia blockchain, prestes a criar moeda digital

A cidade de Niterói é uma das que observa o potencial da tecnologia blockchain de perto, período em que também avalia criar uma moeda...

Shiba Inu ultrapassa Dogecoin em valor total de mercado

Conforme a queda do Bitcoin arrastou a maioria das criptomoedas alternativas para baixo, isso fez a Dogecoin cair mais de 8% nas últimas 24...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias