vi bitconf

A VI Bitconf se encerrou no último domingo (07/05/2018) deixando uma grande mensagem ao ecossistema das criptomoedas no Brasil: o estudo acerca das Criptomoedas e Blockchain no país está cada vez maior!

A comunidade Bitcoin Brasil, a maior do país hoje, cresceu bastante nos últimos anos, assim como este evento que faz parte desta comunidade.

Isso mostra ao país que, muito além das especulações de preços dos ativos criptográficos, as pessoas estão realmente buscando se informar sobre o assunto e buscar conhecimentos com boas fontes de qualidade.

Este ano, o evento foi na cidade de São Paulo em um prédio com uma super infraestrutura que permitiu inclusive um novo formato do debate e participação.

 

Feira das Empresas Parceiras

Neste ano quem chegou ao evento pode se deparar com uma grande quantidade de organizações expondo as suas ideias, e também algumas criptomoedas.

Venda de Ledgers

Em relação às criptomoedas, foi possível bater um papo com as comunidades da Decred, IoP, Ripio, Nano, e a criptomoeda brasileira BZLcoin.

Algumas exchanges estiveram presentes, dentre elas a AllCoinWallets e Brasiliex, e também algumas outras empresas do ramo, como Rei do Coin, Atlas Project, e várias outras.

Esse espaço foi nos dois dias de evento um local de grandes debates e networking da comunidade, de forma que várias empresas e parcerias podem ter surgido no mesmo.

 

Palco – Hal Finney

Em homenagem a um grande Cypherpunk que colaborou ativamente na História do Bitcoin, foi criado um ambiente separado do principal para vários espaços e debates.

No mesmo aconteceu uma apresentação de alguns projetos, como a Zcore, Nano, Nióbio Cash e BZLcoin. Algumas destas, escolhidas em votação aberta na comunidade.

Após a apresentação das ideias foi moderado um debate entre os projetos, para alavancar os pontos de dúvidas que a comunidade gostaria de saber, e entender mais sobre os detalhes e diferenças que podem trazer como inovação.

Para acompanhar esse debate, inclusive um canal no Youtube parceiro do Livecoins, Bitnoob, realizou uma live ao vivo no espaço, assista abaixo:

 

Palco Principal – Satoshi Nakamoto

Este local abrangeu a maior parte do evento, no sábado e domingo, de forma que passaram pelo espaço grandes nomes nacionais e internacionais.

Sábado

No Sábado houve vários debates liderados por entusiastas do cenário brasileiro, mostrando a tecnologia blockchain e seus casos de uso no país, além do ambiente jurídico, história, exchanges, também explorados no dia.

Podemos citar o Carl Amorim (Blockchain Research Institute), Edilson Osório Jr. da Original My, João Ferreira (Pool Decred Br) e Gabriel Rhama (Profitfy), que são antigos membros da comunidade brasileira e puderam mais uma vez contribuir para o ecossistema cripto.

Várias palestras neste palco chamaram a atenção, mas a noite fechou com a palestra da empresa mais antiga no ramo da computação no mundo, a IBM, com a visão compartilhada por Carlos Rischioto sobre a Hiperledger, que utiliza a Blockchain muito além das criptomoedas. Foi compartilhado a tecnologia e vários casos de uso da mesma, na área da saúde, rastreamento, entre outros.

 

 

Domingo

O dia começou com várias palestras, sendo a do CEO do Bitcoin Cash, Roger Ver a mais esperada. Foi realizado uma teleconferência com o mesmo, diretamente de Tóquio, do qual explicou a sua visão da tecnologia e os conceitos da criptomoeda. Ainda realizou um sorteio de USD 100,00 BCH ao vivo para quem conseguisse ler uma white paper primeiro.

Após este, chegou a vez de Juan Pérez da Internet of People, dar a sua visão de blockchain e criptomoedas e o quanto isso pode ajudar o mundo, com a possibilidade de criação de dApps e um Grafo Social que promete ser bem interessante para o ambiente da privacidade.

Para encerrar a manhã de domingo, mais uma empresa do Vale do Silício apresentou sua visão da blockchain, que foi a Microsoft, conduzido pelo Gustavo Paro. A Microsoft mostrou sua visão e casos de uso, apresentou o potencial de suas tecnologias e ainda apresentou o Coco Framework, que pretende ajudar o desenvolvimento de Blockchain para negócios.

A tarde do domingo se encaminhava para bons debates e John Maddog (OptDyn – Linux Fundation) apresentou a Subutai, que já havia sido apresentado em outro evento brasileiro este ano, uma empresa que está explorando recursos de hardware e software para Blockchain, Internet of Things e Mineração de Criptomoedas, em parceria com empresas e instituições brasileiras inclusive.

Após isso, foi a vez de mais um convidado estrangeiro dar a sua visão de mundo descentralizado, que foi o Desenvolvedor Chefe da Decred Jake Yocom, que apresentou o projeto e esclareceu muitas dúvidas da comunidade sobre o mesmo.

O evento mostrou um lado interessante ao tratar do tema de criação de conteúdo em português sobre Blockchain e Criptomoedas, principalmente levanto em consideração que muitas pessoas ao iniciar no mercado podem ser expostas a pirâmides financeiras ou entrar em projetos ruins. O papel dos criadores de conteúdo em relação a educação da população é fundamental para criar uma base sólida da nova economia descentralizada.

Este debate sobre conteúdo foi conduzido mostrando o lado de Youtubers, crownfunding de projetos utilizando a plataforma SingularDtv, e a Paratii Vídeo também mostrou a sua proposta e visão.

A empresa Atlas Quantum apresentou a sua visão de arbitragem com criptomoedas e a sua história, na visão de seu CEO Rodrigo Marques. Lembrando que a realização deste evento foi produção do grupo Bitcoin Brasil e Atlas Quantum.

Para finalizar, três vendedores de criptomoedas P2P mostraram a sua visão do cenário, educaram quem nunca negociou nesse modelo, de maneira bem didática e participativa, visto que as pessoas poderiam ir fazendo perguntas e participando da roda de conversa com os mesmos.

 

Outras novidades da VI Bitconf

Neste ano houve um curso de Análise Técnica no sábado pela manhã, com Marcelo Miranda da Exchange FlowBTC, que compartilhou várias estratégias com os participantes. Este curso foi pago a parte do evento, e deveria ser feito a inscrição com antecedência.

John Maddog no domingo pela tarde fez também um workshop sobre sua startup e aplicação, um curso gratuito para 30 participantes debater sobre seu projeto.

Foi lançado pelo criador do grupo Bitcoin Brasil, Fernando Henrique, um ICO de seu token durante o evento que pretende realizar um filme, e está utilizando a plataforma SingularDtv para viabilizar esse projeto, confira aqui neste link mais informações.

 

Humilde Opinião do Evento

A VI Bitconf foi o primeiro evento que o Livecoins realizou a cobertura como imprensa, sendo o mesmo promovido e reconhecido pela maior comunidade de criptomoedas brasileira.

De forma geral, pudemos perceber que houve muitos debates saudáveis conduzidos pela proposta da organização do evento, todos de forma didática e respeitosa, mostrando que a comunidade está empenhada em realizar negócios na nova economia e entender os detalhes da mesma.

As possibilidades de entrar neste mercado neste momento, seja como um desenvolvedor para Blockchain, investidor em projetos, criadores de conteúdo, e outras mais, estão totalmente abertas. O mercado é novo e há espaço para todos colocarem as suas ideias na mesa, para encontrar parceiros e viabilizar seus sonhos.

Vemos um cenário promissor no Brasil com tudo que foi visto, com muitas empresas e criptomoedas lutando por suas ideias e buscando trazer uma nova visão ao mundo. Uma vida em comunidade exige um consenso, e o debate aberto, como foi conduzido pela VI Bitconf, faz parte da etapa de construção do mesmo.

Poderia dizer ainda, que o compilado de tudo isso que mostrou a VI Bitconf em 2018, é de que dias melhores e mais justos nos esperam, através da criptografia e privacidade, que são nossos direitos fundamentais.